Como se proteger do câncer de pele
15 de dezembro de 2017

Dezembro é o mês da campanha “Dezembro Laranja” sobre a prevenção do câncer de pele, que é o tipo de tumor mais incidente na população (cerca de 25% dos cânceres), sendo o fator mais influente deste vilão, a alta exposição ao sol principalmente entre 10h às 16h.

 

Apesar do câncer de pele ser mais comum em pessoas mais claras, não podemos descartar a possibilidade do seu surgimento em pele com tonalidades diferentes, portanto, independente do seu tipo de pele, devemos sempre seguir as recomendações abaixo como prevenção:

 

- Evitar a exposição solar nos momentos mais quentes do dia, principalmente no verão entre 10h e 16h, não deixando de passar e reaplicar o filtro solar regularmente.

 

- Utilizar vestimentas como o uso de chapéu com abas largas e camiseta de algodão são importantíssimos pois absorve 50% da radiação ultravioleta.

 

- Evitar usar roupas escuras ou pretas e passe protetor solar no corpo todo, não se limitando apenas nas regiões desprotegidas.

 

- Usar óculos escuros, principalmente os com proteção UV, também auxiliam na sua proteção.

 

- Aplicar o protetor solar diariamente com fator FPS mínimo de 30 a cada 2 horas, incluindo áreas expostas como rosto, pés, mãos, orelhas e pescoço.

O fator mais indicado vai depender do seu tom de pele. Para pele mais claras é recomendado FPS acima de 30. O FPS vai diminuindo de acordo com o tom de pele, por exemplo, pessoas com pele negra o FPS entre 15 a 30.

 

- Observar a sua pele pelo menos uma vez por mês é importantíssimo para identificar marcas, manchas e pintas que mudaram de cor, sangram facilmente ou aumentaram de tamanho. Caso você note alguma diferença, consulte o seu dermatologista para uma avaliação mais detalhada pois podem ser um dos sintomas do câncer de pele.

 

- Evitar de fazer bronzeamento artificial pois as câmaras de bronzeamento artificial estão proibidas pela ANVISA e aumentam as chances de ter câncer de pele devido a exposição intensa aos raios UVB e UVA.

 

Qualquer pessoa que não toma os devidos cuidados, estão propensas a desenvolver o câncer de pele, porém existem grupos que correm mais riscos, deste grupo podemos citar:

 

-       Pessoas que possuem pele branca, sarda, cabelos e olhos claros;

-       Têm histórico de pai, mãe ou avós com câncer de pele;

-       Ficam facilmente queimadas do sol apresentando queimaduras e nunca se bronzeiam;

-       Possuem muitas pintas ou manchas na pele;

-       Têm profissões com elevada exposição solar como pescadores, trabalhadores rurais, construções, agricultores, etc.

 

Se você faz parte de um desses grupos de risco e notou recentemente alguma alteração na sua pele, agende uma consulta ou entre contato conosco no site oficial da FSKIN Dermatologia.

 

Teremos o prazer em responder suas dúvidas e entraremos em contato o mais breve possível.
Erro ao enviar o e-mail
Email Enviado Com Sucesso!